• slidebg1
  • slidebg2
  • slidebg3
  • slidebg4
  • slidebg5
  • slidebg6
  • slidebg7
  • slidebg8
  • slidebg9
  • slidebg10

Descrição

APRESENTAÇÃO DA EDIFICAÇÃO:

No mesmo terreno da tradicional escola recifense – o Colégio Nóbrega - destaca-se a inovadora Capela da Igreja de Nossa Senhora do Rosário de Fátima do Colégio Nóbrega. Com uma arquitetura distoante em se tratando de igrejas, o partido adotado para esse templo confere ao local uma experiência única entre a paisagem tradicional, marcada pelo palacete do antigo colégio e os ideais libertadores, e arrojados da experiência religiosa marcada por sua arquitetura singular.

BREVE HISTÓRICO:

A pedra fundamental da Igreja é datada de 13 de outubro de 1933 implantada na gestão do reitor do Colégio Nóbrega, Padre Foulquier e foi inaugurada em 1935, pelo sucessor Padre Domingos Gomes. A capela tem o projeto assinado pelo engenheiro e arquiteto francês Georges Munier, e a construção entregue a Ricardo e Mário Borrione. A suntuosa torre de 50m de altura desponta como marco dessa paisagem. Em seu interior, a imagem do artista Antônio Paz chama a atenção com seus 3m de altura e seu manto detalhado em ouro em relevo e cravejado de pedras. Trata-se de um templo diferente dos demais espaços religiosos tombados do Recife – não possui ornatos em relevo ou estuque, possui camada de pintura com cor e não existem os tradicionais azulejos decorando as paredes. Nesse local estão enterrados os restos mortais de Padre José Aparício da Silva, religioso que confessou e acompanhou uma das 3 videntes de Fátima.

PROTEÇÃO AO PATRIMÔNIO:

A Igreja possui diversos níveis de proteção. Apesar de não ser tombada pelo IPHAN (Instituto Histórico e Artístico Nacional) em nível nacional, está localizada em área de entorno do monumentos federal que existe nessa localidade e é tombada pelo Estado de Pernambuco (Processo nº0161/2000, nº ordem: 085, Livro: Edificios e Monumentos Isolados, folha 15, número 112). Ela também está localizada no sítio histórico municipal da ZEPH-25 (Zona Especial de Preservação Histórico-Cultural dos bairros de Santo Antônio e São José) em seu setor de preservação rigorosa (SPR-1) submetida as recomendações e diretrizes da Lei nº13957/79, decreto municipal nº11.795/80, além do Plano Diretor do Recife, Lei nº17511/08.

DADOS GERAIS[1]:

ANO DE CONSTRUÇÃO:

Séculos XX

AUTOR DO PROJETO:

---

ÁREA CONSTRUÍDA:

Não localizado

TIPO DE USO:

religioso

LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA:

Avenida Oliveira Lima, s/n, Soledade, Recife

LOCALIZAÇÃO CARTOGRÁFICA:

LONGITUDE : -34.888421

LATITUDE: -8.056602

Nº TOMBAMENTO IPHAN:

---

Nº TOMBAMENTO FUNDARPE:

Processo nº0161/2000, nº ordem: 085, Livro: Edificios e Monumentos Isolados, folha 15, número 112.

PRESERVAÇÃO MUNICIPAL:

ZEPH-10 / SPR


[1] Dados aproximados, retirado no site da Prefeitura do Recife. Disponível em: http://www.recife.pe.gov.br/ESIG/ Acessado em: 07/08/2018 as 20h52min.



REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

FUNDARPE. Processo de tombamento. 2000. Acessado na biblioteca da instituição.

RECIFE, Prefeitura do. Licenciamento Urbano. Zoneamento Urbano. Prefeitura do Recife. Disponível em http://www.recife.pe.gov.br/ESIG/ Acesso em 01 de agosto de 2018.

SILVA, Laurindo. A visão de Fátima. Editora Colégio Nóbrega. 1935

OBS: Todos os textos foram analisados e revisados pela equipe técnica da Gerência Geral de Preservação do Patrimônio Cultural - GGPPC /FUNDARPE (Ofício nº37/2020 em resposta ao ofício nº 06/2020 da produtora)